PLANTIO SOLIDÁRIO: Reunião com Igreja de Poço Dantas

Aos vinte e nove dias do mês de outubro do ano de 2022 reuniram-se na Igreja Assembleia de Deus na comunidade de Poço Dantas, Peri-Mirim, a presidente da ALCAP, Ana Creusa, o vice-presidente Diêgo Nunes e as gestoras dos projetos Plantio Solidário João de Deus Martins e Clube de Leitura João Garcia Furtado, Ana Cléres e Tatá Martins, juntamente com os jovens, adolescentes e senhoras que congregam na igreja.

Na oportunidade foi apresentado o projeto Plantio Solidário, durante a explanação observou-se a empolgação dos participantes em achar conveniente a instalação do projeto, com agradecimento por parte de uma das auxiliares da igreja, enaltecendo a iniciativa da Academia de Letras, Ciências e Artes Perimiriense (ALCAP) em resgatar as plantas antigas, muitas delas ameaçadas de extinção, bem como incentivar a comunidade a plantar e cuidar das árvores.

Os membros da ALCAP analisaram a área, avaliando as possibilidades do plantio e as formas e época para plantar as árvores.

O ânimo por parte da comunidade, deixou os acadêmicos esperançosos pela parceria e felizes com a acolhida.

Após a reunião, a comitiva da ALCAP realizou visita a uma professora tradicional da comunidade, Teresinha Pereira Câmara, ela ficou alegre a nossa visita e o vice-presidente Diêgo Nunes ficou incumbido de retornar para fazer os relatos sobre a comunidade.

Também foi falado sobre o Concurso Prêmio Naisa Amorim e a participação dos alunos da escola da comunidade.

PLANTIO SOLIDÁRIO: Mudas que valem ouro

A Academia de Letras, Ciências e Artes Perimiriense (ALCAP) solicitou e recebeu 500 (quinhentas) mudas do Jardim Botânico da Vale S/A., para atender aos objetivos do Projeto Plantio Solidário, que tem como gestora Ana Cléres Santos Ferreira. As mudas recebidas são espécies que eram comum no município, mas a maioria está ameaçada de extinção. Seguem as espécies e suas características:

1) Angelim

2) Aroeira Vermelha

3) Bacuruzinho

4) Cupuaçu

5) Genipapo

6) Ipê Rosa

7) Ipê Roxa

8) Janaúba

9) Juçara Precoce

10) Marmorana

11) Pitomba

12) Pau Preto

13) Saboneira

PLANTIO SOLIDÁRIO: Mudas disponibilizadas pela Vale farão parte do projeto

Na manhã do dia 21 de outubro de 2022, membros da Academia de Letras, Ciências e Artes Perimiriense (ALCAP) e amigos,, compareceram ao Jardim Botânico da Vale, localizado na região do Itaqui-Bacanga em São Luís, receberam 500 (quinhentas) mudas de plantas de várias espécies nativas.

Pela Academia estavam presentes Francisco Viegas, Eni Amorim e a presidente da ALCAP, Ana Creusa Martins. Representando a gestora do projeto, compareceram ao ato, o advogado Paulo Victor Santos Ferreira e a contadora Kelly Gomes. A solenidade de entrega das mudas foi presidida por Geraldo dos Santos Filho, representando a Vale S.A.

Importante destacar que o Projeto Plantio Solidário, João de Deus Martins, possui os seguintes objetivos:

1 – OBJETIVOS

O Projeto objetiva promover o estímulo ao plantio de árvores; a sensibilização e conscientização ambiental, bem como criar espaços de lazer e convivência, aprazível pela existência de árvores.

2 – OBJETIVOS ESPECÍFICOS

2.1 Realizar o plantio de árvores em homenagem aos patronos da ALCAP;
2.2 Realizar palestras nas escolas;
2.3 Desenvolver práticas educacionais sobre a importância do reflorestamento e suas espécies nativas ou outras de interesse da população;
2.4 Reflorestar áreas degradas em alguns espaços públicos ou privados; e
2.5 Criar espaços de lazer e convivência.

A gestora do projeto, Ana Cléres Santos Ferreira, enviou os representantes nominados acima. Emocionada e agradecida pelo evento, Ana Cléres postou nas redes sociais a seguinte mensagem:

Bom dia parceiros,
Quero agradecer aos acadêmicos e amigos que compareceram à missão de receber as mudas de plantas na Vale.

Estamos atentos para as etapas do projeto: ainda faltam acadêmicos que não plantaram a árvore do seu patrono. Quem quiser, pode usar uma muda das que ganhamos da Vale. É só falar que faremos a disponibilização da muda. Gratidão.

 

São 11 (onze) as variedades disponibilizadas: 1) Marmorama; 2) Ipê Rosa; 3) Angelim; 4) Saboneteira; 5) Cupuaçu; 6) Juçara Precoce; 7) Janaúba; 8) Ipê Roxo; 9) Bacurizinho; 10) Genipapo e11) Arueira.

O Projeto em apreço é divido em etapas, conforme informou a gestora do projeto, Ana Cléres. Nesta etapa, as mudas disponibilizadas pela Vale serão destinadas ao plantio em áreas de igrejas, a fim de que os féis cuidem das mudas com carinho, para que se transformem em árvore.

O projeto piloto será implanto na igreja evangélica de Poço Dantas, que o confrade Diêgo Nunes congrega. Já marcada reunião às 16 horas do dia 29 de outubro.

O evento foi um sucesso. Nossa Gratidão à Vale pela parceria.

Jardim de Infância de Peri-Mirim visita ambiente ecológico na semana do Meio Ambiente

Em homenagem à Semana do Meio Ambiente, o Jardim de Infância O Pequeno Príncipe de Peri-Mirim visitou na manhã de hoje (03/06/2022) o Sítio Boa Vista, localizado no Povoado São Lourenço, distante 6 Km da sede do município, onde reside o casal Ana Cléres e Antônio Campos Sodré. A visita ocorreu sob a direção da professora  Célia Castro e promovida pela Secretaria Municipal de Educação.

As crianças participaram de várias atividades de vivências na área do sítio. O Sítio Boa Vista, além de guardar a história do tenente e herói da 2ª Guerra Floriano Mendes, ainda abriga várias espécies de plantas ornamentais, conhecidas como o Jardim de Ana Cléres, possui ainda várias espécies de árvores frutíferas; madeiras de lei como jatobá, cedro, mogno, ipês, Paricás e até o lendário Baobá. A criançada adorou.

Ana Cléres, que é gestora do Projeto Plantio Solidário da Academia de Letras, Ciências de Artes Perimiriense (ALCAP) demonstrou a sua satisfação ao receber as crianças em um dia ensolarado que exigiu resistência dos pequenos e muito amor de toda a equipe da escola que realizou várias atividades de vivência baseadas na experiência de campo.

Ana Cléres e seu esposo manifestaram sua gratidão pela presença ilustre do futuro do município, representado por crianças adoráveis. Despediram-se do grupo, com gratidão, deixando uma bela mensagem à equipe da Professora Célia Castro, que vai descrita abaixo:

Com o coração exultante de alegria quero agradecer a ilustre visita, em nosso sítio na Boa Vista, dos alunos e professoras e funcionários do Jardim de Infância Pequeno Príncipe. A visita se deu como trabalho interdisciplinar na semana do meio ambiente. Os alunos puderam conhecer, in loco, o trabalho para preservar o meio ambiente sustentável com atividades de cultivo de hortaliças e árvores frutíferas, bem como criação de pequenos animais, como galinhas, patos e paturis.

Tivemos o prazer de, neste dia, colocar em prática algumas ações do Projeto Plantio Solitário da Academia Perimiriense, do qual tenho o prazer de ser gestora.

Ficou acertado que, posteriormente, iremos realizar a permuta de mudas de espécies nativas da nossa região.

Nossa Gratidão pela confiança em nós depositada.

O casal de proprietários do sítio ficou impressionado ao assistir a tamanha competência e boa vontade demonstrada durante a visita ilustre dos alunos, professores e funcionários do Jardim Pequeno Príncipe ao sítio Boa Vista. Ficou acertado que, oportunamente, o Jardim de Infância será visitado por representantes do Projeto Plantio Solidário da ALCAP, a fim de proferir palestra e distribuir mudas de plantas. A amiga da Academia, Ducarmo, acompanhou e auxiliou em todas as atividades dos alunos.

Deixaram saudades, disse Ana Cléres, emocionada.

Academia de Peri-Mirim inova no Amigo Secreto de Natal

Depois do sucesso da  I Feira de Troca de Mudas, Sementes e Saberes que ocorreu durante a IV Ação de Graças na Jurema, promovida pela Família Santos, a Academia de Letras, Ciências e Artes Perimiriense (ALCAP) resolveu promover a troca de mudas de plantas durante a confraternização de Natal deste ano de 2021.

A brincadeira consiste na troca de mudas de plantas, ornamentais ou frutíferas, como presentes do Amigo Secreto entre confrades e amigos. Mais uma ação dentro Projeto Plantio Solidário “João de Deus Martins” mantido pela Academia.

Feira de Troca de Mudas, Sementes e Saberes na Ação de Graças na Jurema

A Academia de Letras, Ciências e Artes Perimiriense  (ALCAP) participou da IV Ação de Graças na Jurema, dia 20 de novembro de 2021, durante o evento promoveu, por meio do Projeto Plantio Solidário, a primeira Edição da Feira de Troca de Mudas, Sementes e Saberes.

O objetivo da feira é preservar a biodiversidade, promover a educação ambiental e estimular a alimentação saudável e orgânica, que foi coordenada pro Jessythannya Santos. As mudas foram fornecidas pela UEMA, por meio do Prof. Dr. Gusmão Araújo e pela comunidade interessada na troca das mudas.

Além de mudas de hortaliças, legumes e vegetais, foram trocadas plantas ornamentais, como por exemplo, flores e cactos, bem como frutíferas e não-frutíferas, plantas medicinais, sementes e muito conhecimento. Contudo, por ser um evento gratuito e não possuir inscrição não foi registrada a quantidade de plantas disponíveis. Para participar, bastou levar uma muda e/ou sementes, para troca ou doação no local.

O evento deste ano não contou com a participação do engenheiro agrônomo ou outro especialista, Mas algumas orientações foram repassadas.

A feira, conforme relatou a coordenação, foi muito bem aceita pela comunidade, pois agregou conhecimentos sobre cultivo e ecologia, os quais foram compartilhados pelos participantes.

 

PLANTIO SOLIDÁRIO: Baobá de Maria Sodré

Por Cleonice

A Academia de Letras, Ciências e Artes Perimiriense (ALCAP) lançou no dia 29/02/2020 um projeto intitulado: Plantio SolidárioJoão de Deus Martins”. A primeira etapa do projeto prevê que cada membro da ALCAP deverá plantar uma árvore duradoura em homenagear ao seu patrono.

Para representar a patrona da Cadeira 09 da ALCAP, Maria José Campos Sodré Ferreira, foi escolhida a árvore Baobá (Adansonia digitata), cuja muda foi adquirida em São Paulo, pois, o único exemplar na Baixada Maranhense, que se tem notícia, está em São Vicente Férrer. Foi tentada, sem êxito, a germinação das sementes do Baobá pela equipe do Dr. Gusmão Araújo, professor do Curso de Agronomia da Universidade Estadual do Maranhão.

O baobá é uma árvore que fascina povos de todo o mundo, no Brasil ela tem uma forte relação com a religiosidade do povo, sobretudo o de matriz africana. É a árvore-símbolo do livro “O Pequeno Príncipe” que foi escolhido como a primeira obra do Projeto Clube de Leitura da ALCAP.

Maria Sodré deixou um grande legado de amor à natureza, inspirando seus descendentes como sua filha Sheila, seu filho Tozinho Sodré e  sua nora Ana Cléres, que se encarregou de cuidar da planta com amor e carinho.

A muda de baobá foi plantada no Sítio Boa Vista em Peri-Mirim, no dia 12 de março de 2021.  Estima-se que  daqui a 15 anos os primeiros frutos possam ser saboreados.

PROJETO PLANTIO SOLIDÁRIO “JOÃO DE DEUS MARTINS”

A Academia de Letras, Ciências e Artes Perimiriense (ALCAP), como entidade cultural, literária e científica de grande expressão na formação das pessoas, considerando a crescente degradação ambiental e poluição dos rios do município de Peri-Mirim, como forma de colaborar com a preservação do meio ambiente, o presente projeto busca atuar no plantio de árvores nativas em áreas de degradação ambiental e preservação das espécies ainda existentes.

O Projeto Plantio Solidário “João de Deus Martins” trata-se de uma ação que tem como objetivo repovoar áreas que tiveram a vegetação removida por força da natureza ou pela ação humana – exploração de madeira, expansão de ambiente para agropecuária, queimadas, entre outros.

O projeto é interdisciplinar, e envolve a comunidade, as escolas municipais e jovens do município que receberão orientações acerca da importância de se preservar o meio ambiente, bem como realizar o monitoramento das ações de preservação que serão criadas.

Leia o Projeto na íntegra no link: PROJETO PLANTIO SOLIDÁRIO

PLANTIO SOLIDÁRIO: Pau-Brasil de Helena Ribeiro

Por Alda Ribeiro

A primeira etapa do projeto Plantio Solidário “João de Deus Martins” da Academia de Letras, Ciências e Artes Perimiriense (ALCAP) tem como finalidade conscientizar cada acadêmico a plantar uma árvore duradora em homenagem ao seu patrono.

Acadêmica: Alda Regina Ribeiro Corrêa – cadeira n° 17

Patrona: Helena Ribeiro Corrêa

Planta escolhida: Pau-Brasil

Nome científicoPaubrasilia echinata

Pau-Brasil também chamado de arabutã, é uma árvore nativa das florestas tropicais brasileiras, presente no bioma mata atlântica. A espécie foi a primeira madeira a ser considerada lei no Brasil.

Desafio do Projeto: Recebi  a missão de homenagear minha patronesse, plantando uma árvore, missão esta que foi uma honra executar, visto que a patronesse é minha mãe, Helena Ribeiro Corrêa foi um exemplo de mulher, esposa, mãe e de profissional da educação, embora enfrentando lutas, sempre se mostrou forte, razão pela qual, escolhi a referida planta.

A muda do Pau Brasil, foi plantada no dia 16 de março de 2020, no terreno da residência de Ivaldo Ribeiro Lima, sobrinho da patrona. A planta foi doação da amiga da ALCAP, Ana Cléres Santos, proprietária do Sítio Boa Vista em Peri-Mirim.

PLANTIO SOLIDÁRIO: Pau-brasil de Nazaré Serra

Por Nani Sebastiana

A Academia de Letras, Ciências e Artes Perimiriense (ALCAP) lançou no dia 29/02/2020 um projeto intitulado: Plantio SolidárioJoão de Deus Martins”. A primeira etapa do projeto prevê que cada membro da ALCAP deverá plantar uma árvore duradoura em homenagear ao seu patrono.

Para representar Maria de Nazaré Serra Maia, patrona da Cadeira nº 10 da ALCAP, ocupada pela acadêmica Nani Sebastiana Pereira da Silva, foi escolhida a árvore Pau Brasil (Caesalpinia echinata).

Caesalpinia echinataA planta adulta apresenta espinhos no tronco e nos ramos; folhas de notável valor ornamental devido à coloração verde intensa e brilhante, muito ramificada; flores muito perfumadas, de cor amarela com uma das pétalas diferenciada no formato e com uma mancha vermelha intensa ou escuro-avermelhada no centro. A resina da árvore possui uma intensa cor avermelhada. Os frutos apresentam abertura explosiva jogando as sementes a longa distância.

A Literatura registra que o pau-brasil é uma árvore originária do Brasil, que ocorre na zona da Mata Atlântica, especialmente na região nordeste do Brasil. Foi a descoberta da existência desta espécie que deu origem ao nome do país, depois da chegada dos navegadores portugueses no Brasil. Inicialmente o nome dado ao país foi Terra Brasilis, sendo depois modificado para Brasil.

A muda de pau-brasil foi plantada em 20 de março de 2020 no quintal da Acadêmica Nani. A referida muda é originária do Sítio Boa Vista em Peri-Mirim.

flor pb